MARCELO FÉLIX COBRA RESULTADOS PARA ESGOTO A CÉU ABERTO

O vereador Marcelo Féliz(PSDC) solicitou da Copasa estudos técnicos com o intuito de solucionar o problema do esgoto ao céu aberto da rua Bom Jardim, entre as ruas Viçosa e Santos Dumont, centro, onde os moradores sofrem há anos com o esgoto a céu aberto.

De acordo com o relatado por moradores ao parlamentar, com o aumento das chuvas a situação se agrava ainda mais, tornando-se insuportável para quem vive próximo ao local.

Marcelo não esconde a preocupação com a saúde dos moradores do entorno e pede urgência do caso à autarquia. “Saneamento é um direito do ser humano garantido pela Organização das Nações Unidas. É indispensável para a boa saúde da população, tendo em vista que o serviço de tratamento de esgoto é imprescindível para a qualidade de vida de todos, esperamos que a Copasa priorize a solução do problema dos moradores da Bom Jardim”, justificou.

O vereador ainda lembra que não é somente a população que mora perto do esgoto a céu aberto que sofre com este tipo de problema, quando na verdade, toda a sociedade fica exposta aos efeitos toxicológicos que o esgoto não tratado pode trazer. “Além disso, propicia o desenvolvimento de problemas como dores de cabeça, musculares e febres; bem como doenças mais graves, como leptospirose e hepatite A.

Segundo os moradores, a Copasa vem adotando medidas paliativas para tentar conter o problema. “O ideal, porém, é que essa pendência seja resolvida de uma vez por todas , já que o poder público esta sensível ao caso Copasa”, finaliza.

O vereador esteve visitando o local juntamente com o secretário de obras, Antônio Mendes e o responsável da Copasa, Éder Soares Rocha.

Sobre Evelyn Shiroki

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Os campos obrigatórios estão marcados *

*

x

Check Also

HORÁRIO DE VERÃO 2017 COMEÇA NESTE DOMINGO

Nas regiões do país em que a mudança é adotada foi registrada uma economia de 0,5% no consumo de energia, em todo o período do horário de verão. Isso corresponde ao consumo mensal de energia de uma cidade com 2,8 ...