My opinion: POPular ou POPulista?

0
731

O populismo político é um termo que todos parecem conhecer quase que intuitivamente. Ninguém perde muito tempo analisando, apenas dispara o clichê. Não importa de que lado o político esta. O propósito não é entender o populismo, apenas transformá-lo. Mas o que é o populismo? Definitivamente os políticos nunca se identificam. Políticos populistas são os outros. Usam a palavra como um xingamento, mas mesmo assim as pessoas ainda têm uma leve definição em suas mentes. Usam-na para apelos às massas, ou referir-se a políticos que se aproveitam dos anseios populares para empurrar goela abaixo suas ideologias ou, pior, programas de governo.  O político populista é apenas o político popular em sua mais alta intensidade. Equivaleria quase a uma condição determinante de democracia. Na pior das hipóteses, seria o demagogo que vicia. Na melhor, uma forma de entender o eleitor médio.

Antes devemos lembrar a diferença de populismo e popularismo. Democracia é popularista, toda ela. Quando uma maioria elege um governante, essa maioria é que tentarão persuadir. Devemos sempre distinguir os políticos que carregam esse estigma dos demais eleitos. Margaret Tatcher ou FHC tiveram muita popularidade, mas é difícil ligar suas imagens com o termo. O que será que une Perón, Vargas, Chavéz e Lula?

Sim, podemos identificar alguns traços. O primeiro deles é o conflito. Todo populista coloca o povo contra a elite. Fato. O povo identifica quem é o inimigo e não importa que seja a aristocracia, a oligarquia, a burguesia ou o establishment. O status quo será definido sempre pela identificação de um grupo poderoso. Desse modo, cabe à liderança política trabalhar no imaginário coletivo. Assim foi com Obama em sua campanha: Change. Do mesmo modo, Lula se apresenta como o inimigo das elites, portanto, é considerado o defensor do povo. O povo desperta com esse tipo de conflito.

Depois de desperto, é preciso moldar o povo em atores políticos. Várias são as formas de lutar contra uma elite. A elite cultural pode ser combatida através de estudos e superação intelectual. A elite econômica por meio da flexibilização social. Mas para o populista, somente uma luta importa: a política. As demandas sociais devem ser atreladas às ações do Estado. Precisam ser articuladas para existirem.

No governo de Perón, na Argentina, ele criou benefícios que “trabalhadores jamais sonharam”. Vargas politizou os trabalhadores brasileiros. O sindicalismo deixou os trabalhadores menos trabalhadores e mais lobistas. O objetivo se transformou em obter lucros por meio de ações políticas e, para isso, a necessidade de um Estado mais ativo. A expansão desvairada do setor público na gestão Lula é um exemplo de como atingir esse objetivo de forma concreta. Como? Funcionário de empresa privada quando quer um aumento tem que passar mais tempo no emprego. Funcionário público que quer um aumento precisa ir às ruas. Ação política.

O problema do Brasil é essa confusão entre demandas sociais e econômicas e demandas políticas. Se um empregado ganha um aumento salarial, ele contribuiu de alguma forma com a empresa. Se um funcionário-público ganha um aumento, ele fez greve e isso é empobrecer a sociedade. Esta incutida em nossas mentes que produtividade e privilégio político são a mesma coisa. Não, não é.

Devemos denunciar o populismo e até mesmo teme-lo. Mas precisamos entender o que o condiciona e de que forma ele age. Geralmente é uma invocação do povo contra a elite, em uma fórmula simples: Quanto maiores forem os privilégios políticos, maiores serão os privilégios.

É um tumor, um tumor populista que se auto alimenta de sua lógica. Exemplo?  As reformas de Vargas são até hoje obstáculos difíceis de serem derrubados.

Na esfera municipal devemos abrir BEM os olhos, legisladores assim estão crescendo e manipulando de forma mansa, porém constante a população de Nanuque.

Em Nanuque, 05 de abril de 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.