PROGRAMA GUARDA MIRIM TEM APROVAÇÃO NA CÂMARA DE NANUQUE

Na sessão  extraordinária desta quarta-feira(08), os vereadores de Nanuque aprovaram, o projeto de lei do executivo que cria o programa Guarda Mirim, beneficiando jovens do município. O projeto oferece aos jovens um curso preparatório desenvolvido pelo poder executivo, que os habilitará para assumir funções de  aprendiz e estagiário em empresas e entidades públicas. Para participar do projeto, os jovens devem estar matriculados na rede de ensino e residirem em Nanuque.

De acordo com o projeto de lei aprovado, as atividades do programa serão realizadas no período em que o jovem não estiver na escola, não comprometendo suas atividades estudantis. O curso de capacitação será realizado com o auxílio de professores, em matérias pedagógicas. O curso a ser realizado pelo Programa Guarda Mirim abordará o exercício da cidadania, com a proteção e prevenção do meio-ambiente, noções de primeiros socorros e saúde, prevenção às drogas, conhecimento sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e empreendedorismo juvenil.

Após a realização do curso os jovens podem ser encaminhados para a realização de estágio em estabelecimentos comerciais, industriais e entidades públicas, sempre respeitando os horários extra escolar, conforme a Lei do Estágio.

Além da possibilidade do estágio, os participantes do programa, denominados guardas mirins, poderão exercer diversas atividades como: orientação educativa em áreas municipais; participação em atividades educativas com outros jovens; orientação de motoristas em campanhas informativas e etc.

A presidente da casa legislativa, Rozilene Nininha Ramos, enfatizou o caráter social e educativo do projeto: “Ao aprovar este projeto, todos nós, vereadores,  estamos ajudando diretamente aos jovens, que de certa forma têm sofrido com a ausência de politicas públicas voltadas para sua formação. E, diante do aumento da criminalidade, da violência, cada vez mais necessitam destas possibilidades para terem uma vida digna a suas famílias. Este projeto vem preencher uma lacuna do poder público, que não oferece opções aos jovens”.

Para se tornar lei e ser implementado, o projeto necessita agora a sanção do executivo municipal.

Sobre Evelyn Shiroki

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Os campos obrigatórios estão marcados *

*

x

Check Also

SUZI BUSCA SOLUÇÃO PARA O PERIGO DOS TERRENOS BALDIOS

Vários moradores, munidos de fotografias e de pequenos animais peçonhentos presos, procuraram a vereadora Benta Viegas (REDE) para reclamar do crescente aparecimento de animais peçonhentos e de mosquitos em suas residências, todos provenientes de terrenos ou de casas abandonados. Diante ...